0
(0)

Censo da Educação Superior mostra o crescimento do EAD; faculdades privadas terão de adaptar aulas para deficientes e MEC retira proposta de apoio a Fundeb

EAD triplica e presencial tem menos alunos

De acordo com o Censo da Educação superior, divulgado na última quinta-feira, 19, o número de ingressantes em cursos da graduação presencial no Brasil foi o menor nos últimos sete anos.

Entretanto, de cada dez calouros na graduação, quatro foram para o Ensino à Distância (EAD). De 2011 para cá, a modalidade de ensino cresceu mais de três vezes. O número passou de 431,5 mil ingressantes, em 2011, para 1,37 milhão em 2018.

Leia mais: AQUI

Faculdades privadas têm que adaptar aulas para deficientes

Mulher ensina libras para grupo de jovens adultos

Faculdades privadas terão que adaptar suas aulas para pessoas com deficiência visual e auditiva, oferecendo ensino em braille e libras, respectivamente. A decisão é do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). A Advocacia-Geral da União (AGU) confirmou a obrigatoriedade junto ao tribunal.

Embora a decisão tenha sido tomada em um processo específico, a AGU esclarece que como STF reconheceu como constitucionais as normas do Estatuto da Pessoa com Deficiência.

Leia mais:  AQUI 

MEC retira apoio de proposta que prevê Fundeb permanente com 40% de recursos da União

O Ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou na última quinta-feira, 19, que não apoiará a proposta da deputada Dorinha Rezende (DEM-TO) para o novo modelo do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

A proposta da parlamentar, relatora do assunto na Câmara, defendia o aumento da participação da união no fundo de 10% para 40%.

Leia mais: AQUI

Quer saber sobre tudo o que acontece no mundo da educação? Então não deixe de acompanhar o blog.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Marcelo Lima
por Marcelo Lima
Marcelo Lima trabalha para colocar estudantes na sala de aula há mais de 20 anos, como profissional de marketing educacional já trabalhou com mais 250 faculdades. É um dos pioneiros do EAD no Brasil e busca sempre os melhores conteúdos em forma de cases e novas ferramentas para os canais da Quero Educação.