Quero Educação: a solução para a captação de alunos

No início do ano de 2024, a importância do planejamento de marketing no mercado educacional se destaca como uma estratégia fundamental para os gestores de ensino.

 Em meio às constantes mudanças e adaptações que caracterizam esse setor. 

Além de milhares de anúncios e ações, a globalização e o compartilhamento de informações tornam a captação de alunos ainda mais desafiadora. 

Por isso, é importante investir em ações, ferramentas e estratégias para atrair mais leads. Mas, como começar?

As ações de marketing educacional, aliadas ao setor comercial da instituição de ensino, é o primeiro passo para obtenção de leads e consequentemente, de matrículas. 

Dessa maneira, resolvemos compartilhar com você 5 dicas de marketing educacional para atrair potenciais discentes.

Marketing Educacional: a importância de uma estratégia bem estruturada

Resumidamente, o Marketing Educacional consiste em uma série de ações planejadas e coordenadas que buscam criar e manter um relacionamento com potenciais alunos e atuais, para atrair, nutrir, qualificar, convertê-los e fidelizá-los. 

Antes, o critério de escolha de uma instituição de ensino envolvia, em geral, questões como preço, localização e disponibilidade de vagas. 

Hoje, essa escolha envolve fatores mais complexos, como a qualidade do ensino, a reputação da IES, autoridade de mercado, facilidade de pagamento e de resolução de problemas.

Por isso, é importante uma estratégia de marketing educacional bem estruturada, para trabalhar o posicionamento da marca na mente dos estudantes. 

Através dessa estratégia, é possível não apenas estimular o desejo de matricular-se, mas também conquistar a confiança desses alunos.

Ademais, uma estratégia de marketing educacional eficiente possibilita a nutrição da relação com os discentes já existentes. 

Isso é importante para manter a fidelidade desses alunos e garantir que eles continuem escolhendo a sua instituição como sua opção de ensino

Em síntese, o marketing na educação visa desenvolver estrategias de captação de alunos, permitindo que a autoridade de marca seja eficaz e inovadora. 

Entretanto, muitas instituições tem dúvidas em saber quais praticas investir. Para isso, confira as nossas dicas:

1. Escolha as suas Redes Sociais

 As redes sociais se tornaram uma parte essencial do cotidiano das pessoas, e isso inclui os potenciais estudantes de sua instituição de ensino. 

Diante disso, é imprescindível que sua instituição esteja presente nesses canais de comunicação para poder alcançar e cativar seu público-alvo.

No entanto, é importante destacar que a escolha das redes sociais nas quais sua instituição deve estar presente não pode ser feita de forma aleatória. 

É necessário um estudo estratégico para identificar as plataformas que melhor se adequam ao perfil dos potenciais alunos da instituição.

Porém, independente de quais mídias sua IES optar, é sempre crucial criar um perfil claro para os seus seguidores mediante as seguintes análises: 

  • Definir os canais que melhor se encaixam conforme os dados obtidos das personas;
  • Utilizar o tom de voz adequado por cada rede social;
  • Compreender seus pontos de dor e como ativar emoções;
  • Visualizar e prever padrões de compra;
  • Estar culturalmente consciente;
  • Considerar parcerias;
  • Usar ferramentas de automação para segmentação e análise de métricas.

2. Invista em tráfego pago 

O tráfego pago é uma estratégia de Marketing Digital que tem o objetivo fazer com que as pessoas cheguem até a sua marca ao pesquisar no Google ou em suas redes sociais, por exemplo. Isso será possível por meio do investimento em campanhas e anúncios.

Existem diversas plataformas nas quais você pode fazer uma estratégia de tráfego pago, mas as duas plataformas mais populares são o Google Ads e o Facebook Ads.

O Google Ads, por exemplo, é uma ferramenta que permite a segmentação precisa do público-alvo, de acordo com sua localização, interesses e comportamento de pesquisa. 

Já o Facebook Ads, uma das plataformas de anúncio mais populares do mundo, possui uma enorme quantidade de dados demográficos e de comportamento dos usuários. Isso possibilita a criação de campanhas altamente segmentadas, alcançando pessoas com base em seus interesses, sexo, idade e localização. 

Com as duas plataformas a sua IES estará visível exatamente para o público-alvo certo e com maiores chances de conversão, ou seja, os estudantes que têm maior probabilidade de se matricularem. 

Vale ressaltar que, ao investir em tráfego pago, é crucial monitorar e analisar constantemente os resultados. Através de métricas como taxa de cliques, taxa de conversão e custo por aquisição, você poderá mensurar o retorno sobre o investimento e realizar ajustes necessários para otimizar suas campanhas.

3. Remarketing

O Remarketing, em linhas gerais, são aqueles anúncios exibidos para pessoas que já visualizaram uma página do seu site ou blog. 

Isso significa que ele é repetitivo. Ou seja, ele está ali sempre tentando lembrar o usuário de retornar ao site e realizar uma determinada ação. 

Uma pesquisa realizada pela WordStream indicou que a taxa de conversão de usuários impactados por um anúncio de remarketing é 70% maior do que aqueles que não receberam esse tipo de anúncio.

Se bem-planejado e executado, o remarketing pode gerar resultados muito positivos para instituições de ensino, aumentando a visibilidade da marca e engajando potenciais alunos.

Para utilizar essa estratégia, você vai usar a rede de display do Google Ads.

Ao utilizar a rede de display do Google Ads, as instituições de ensino podem alcançar um público qualificado, personalizando a campanha de acordo com os interesses e comportamentos dos usuários.

4. Mantenha-se atualizado sobre o universo do Marketing 

Uma das principais dicas de marketing educacional para os gestores de ensino superior é manter-se constantemente atualizado sobre o universo do marketing.

Por isso, a dica é separar fontes de conteúdos sobre atualizações, melhores práticas e inovações de marketing. Você pode apostar em sites nacionais e internacionais e perfis nas redes sociais que abordam este tipo de conteúdo. Algumas sugestões incluem: Think with Google , Rock Content.

E, é claro, o blog Gestão Quero, que é um espaço exclusivo para gestores de ensino, com conteúdos sobre captação de alunos, gestão e negócios e marketing educacional.

5. Faça pesquisas de mercado e use dados 

Como bem reconheceu Philip Kotler: “A pesquisa é o ponto inicial para o marketing. Sem ela, uma empresa entra em um mercado às cegas”.

Várias empresas também reconhecem a necessidade de levantar informações sobre seus clientes e possíveis clientes.

Por esse motivo, sua instituição de ensino precisa trabalhar a partir de dados sobre os estudantes ou candidatos. Entender o perfil do aluno e o que ele demanda naquele momento é essencial para traçar estratégias que se comuniquem com ele. 

E podemos ajudá-lo com isso porque nós da Quero Educação possuímos uma vasta quantidade de dados que nos permite analisar e compreender com precisão o comportamento dos discentes enquanto eles procuram o curso dos seus sonhos. 

Com uma base de mais de 46 milhões de usuários, explorando informações sobre a instituição, localização, mensalidade e curso desejado, consolidamos uma autoridade incontestável em decifrar as tendências do mercado educacional.

Preencha o formulário abaixo e descubra como podemos ajudar a sua IES a ter sucesso na captação de alunos em 2024.





Jaqueline Azevedo
por Jaqueline Azevedo