0
(0)

Entenda quais redes sociais utilizar para alcançar seus objetivos de marketing e como potencializar a captação de alunos da sua instituição de ensino

Em 2015, logo antes do ENEM, a Netflix lançou um vídeo nas redes sociais que ganhou bastante repercussão. Nele, a própria plataforma de streaming perguntava, pela TV, se o menino que estava assistindo a uma série naquele momento, não deveria estar estudando. Quando pelas interações com a máquina ficava claro que sim, ela manda o recado bem humorado para o público: “Vá estudar. Sua série preferida vai continuar na Netflix depois do ENEM.”

A mensagem não refletia uma autopromoção imediata, mas era um conteúdo que conversava diretamente com seu público e em um momento oportuno. É apenas um dos exemplos de como a organização gera alcance com esse recurso. Além disso, é um dos casos em que você pode se inspirar para explorar as redes sociais na captação de alunos da sua IES.

A presença online não é mais considerada um diferencial para as universidades, mas sim algo primordial. Afinal, é onde seu público passa boa parte do tempo. Deixar esse meio de lado pode significar deixar passar também grandes oportunidades.

Por isso, preparamos algumas dicas para sua instituição de ensino traçar uma estratégia de utilização das redes sociais. Assim, é possível colher frutos durante o período de captação.

alunos usando redes sociais para interagirem com as instituições

Por que estar nas redes sociais?

As redes sociais são uma vitrine para a sua universidade. Entretanto, não pense nelas como um espaço para expor só o que você vende, e sim tudo o que propõe como instituição — sua essência.

É nas suas páginas que você controla a imagem que quer passar, a linguagem que utiliza, e tem a possibilidade de se comunicar em tempo real com seu público. As redes sociais permitem ainda estabelecer uma interação direta e customizada com cada aluno. É o espaço adequado para saber mais sobre ele e engajá-lo com sua marca.

Sabendo disso, tenha certeza de que seus objetivos estão bem definidos. Você espera:

  • Fortalecer seu branding em alguma região específica?
  • Atrair mais alunos para seu site?
  • Obter mais contatos para aplicar o esforço de vendas por outro canal?
  • Utilizar as próprias redes sociais como canal de venda?
  • Oferecer um espaço de atendimento e interação com seu público?
  • Mostrar-se como um lugar atraente para trabalhar?

A redes sociais e o marketing

A publicação em redes sociais (94,1%) é uma das formas de investimento em Marketing Digital mais praticada pelas instituições de educação. Atualmente, cria-se a necessidade de pesquisar as redes sociais com o objetivo de investigar o significado da aprendizagem. Tudo isso de maneira eficaz e duradoura, além de levá-la a um processo de melhores práticas educativas. Em suma, a apropriação pelos estudantes universitários do uso das redes sociais tem exigido das instituições de ensino superior novas concepções e estratégias. Mais do que nunca, é preciso repensar o processo de ensino-aprendizagem.

Uma vez que se sabe onde chegar, fica mais fácil traçar o caminho. Cada rede social tem uma função específica e costuma ser mais adequada para um perfil de público.

Não necessariamente você precisa de todas elas. Afinal, uma vez criada, uma página exige dedicação para ser mantida e alcançar bons números. Entretanto, também pode ser que sua estratégia se fortaleça caso utilize mais de uma. Vamos a elas.

Usuário da rede social instagram com o celular na mão

Qual a melhor rede social para minha estratégia de marketing?

São várias as redes disponíveis atualmente no mercado. Entre as mais conhecidas, estão: Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter, YouTube, Pinterest, Google+ e Snapchat.

 

  • Facebook

 

Com mais de 2 bilhões de usuários ao redor do mundo, ela é sem dúvidas a rede social mais popular do planeta. O Brasil é o terceiro país com mais usuários ativos, e por isso é raro encontrar organizações que não tenham uma página na plataforma.

O Facebook oferece ferramentas que permitem gerar negócios e encontrar seu público com facilidade com base em idade, gênero, região, hábitos e interesses, por conta da variedade de pessoas que o utilizam e da quantidade de dados que ele possui sobre cada uma delas.

É uma excelente rede para promover engajamento e possibilita versatilidade quanto ao tipo de postagem, por reunir diferentes perfis. Por isso, independente do seu público alvo, se fizer sentido para sua meta, é interessante começar por ela.

  • Youtube

O Youtube hoje é a segunda rede social em número de usuários, 2,271 bilhões. A rede social se tornou uma nova espécie de enciclopédia e tem sido a primeira opção das pessoas que buscam conhecimento rápido. Isso se dá através de tutoriais sobre os mais diversos temas, como turismo, culinária, estilo de vida, moda, decoração, entretenimento, e, porque não, educação.

Além disso, como a faixa etária de alunos de sua instituição passa muito tempo no Youtube, a rede mostra-se como um excelente canal para a veiculação de publicidade.

 

 

usuária da rede social youtube com o celular na mão interagindo

  • Instagram

 

O Instagram é uma rede totalmente visual, em que fotos e vídeos são priorizados. Filtros, hashtags, stickers e outras edições têm seu uso encorajado para tornar o conteúdo mais divertido e localizável.

O recurso de stories, que mantém conteúdos por apenas 24 horas na plataforma, gera engajamento principalmente entre jovens até 25 anos. Essa faixa etária passa, em média, 32 minutos por dia assistindo a eles. Os stories também permitem inclusão de links para conteúdo complementar ou página de compras/inscrições.

O Instagram é formatado para o celular e é uma oportunidade de humanizar a marca, usando uma linguagem mais descontraída, e também de mostrar bastidores da instituição.

 

  • Linkedin

 

O LinkedIn é a maior rede social do mundo voltada para profissionais, e é muito usada por empresas para recrutamento e compartilhamento de assuntos relacionados ao mercado de trabalho ou a suas áreas de expertise.

Além de divulgar projetos e vagas abertas, esse é um bom meio para gerar credibilidade caso sua instituição publique artigos, estudos e outros conteúdos relevantes para profissionais.

 

  • Twitter

 

O Twitter é bastante utilizado para comentar tópicos atuais, inclusive o que está passando na TV, por exemplo. Ele dispensa formalidades, é rápido, divertido e direto.

A rede já alcançou públicos mais variados em seus tempos áureos, mas hoje em dia é usada principalmente por pessoas do meio de tecnologia e comunicação. Veículos de notícia também são bastante presentes lá por sua característica imediatista, direta e de rápida repercussão.

Para lembrar

É raro encontrar jovens que não sejam usuários de alguma rede social, por isso é tão importante estar presente onde eles navegam. No entanto, utilizar redes sociais no marketing de sua instituição não significa montar uma página e divulgar ofertas. Na verdade, é preciso criar uma vitrine para o que sua faculdade oferece como um todo. Explore conteúdos relevantes, atuais e, sempre que possível, visuais.

Encontre seu propósito para cada rede e, então, sua voz para cada uma delas. Assim, sem dúvidas, encontrará seu público também. Aproveite para conferir como dar destaque à sua faculdade em plataformas digitais e cadastre seu e-mail aqui embaixo para receber mais conteúdos e novidades sobre o assunto.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Marcelo Lima por Marcelo Lima