0
(0)

Descubra soluções inovadoras que têm reduzido em até 30% a inadimplência nas IES e o desemprego no ensino superior

O Brasil vive um período com altas taxas de desemprego e, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualmente há 11,6 milhões de desempregados no país. Este cenário está impactando o mercado educacional, pois o desemprego no ensino superior contribui para a evasão e a inadimplência. 

Diante disso, é fundamental que os gestores educacionais elaborem estratégias para reagir ao contexto desafiador. Sendo assim, o blog preparou este conteúdo sobre o desemprego no ensino superior e as possíveis soluções e alternativas para sua instituição de ensino. 

desemprego no ensino superior

Gestão analítica e estratégica para lidar com o desemprego no ensino superior

Com os avanços da globalização e da tecnologia, o mercado de trabalho está cada vez mais dinâmico no Brasil. Além disso, as altas taxas de desemprego geram ainda mais competitividade e a demanda constante por atualização e capacitação profissional.

Nesse sentido, para combater a inadimplência as instituições de ensino precisam criar projetos no ensino superior para ajudar formandos desempregados. Entretanto, antes disso é fundamental que os gestores estejam atentos aos seguintes aspectos e questões:

  • Cursos ofertados (os cursos que sua IES oferta e as grades curriculares estão alinhadas com as demandas atuais do mercado de trabalho?);
  • Campanhas de captação e marketing (suas estratégias de captação de respondem às demandas dos candidatos? Como sua IES  comunica seus diferenciais competitivos?);
  • Gestão financeira e estratégias de precificação (como sua IES precifica em períodos de baixa captação? Como a gestão financeira consegue prever riscos e reações aos períodos de crise?) 
  • Combate a evasão e a inadimplência (como sua IES planeja estratégias para combater a evasão? Quais soluções a IES oferece para evitar a inadimplência e negociar com os estudantes inadimplentes?)

Em síntese, para seguir crescendo em períodos de crise é necessário atuar com planejamento. Nesse sentido a gestão de dados pode auxiliar os gestores a preverem cenários, estudar a concorrência e ainda saber a melhor forma de destacar seus diferenciais competitivos. 

O aluno no mercado de trabalho

Um dos maiores desafios de estudantes e recém-graduados é lidar com a inserção no mercado de trabalho. Afinal, há diferentes fatores que podem contribuir para que isto ocorra de forma mais ou menos lenta. 

Em resumo, as instituições de ensino têm a missão de auxiliar seus alunos a construir uma trajetória profissional. Além disso, muitos estudantes dependem de um emprego ou estágio para pagar as mensalidades ou investir nos estudos. 

Assim sendo, sua IES precisa de ações práticas e soluções estratégicas para combater o desemprego no ensino superior. Conheça algumas saídas que o blog elencou para enfrentar este cenário. 

desemprego no ensino superior

Cinco alternativas para combater o desemprego no ensino superior

  1. Ofertar cursos profissionalizantes e de curta duração: seja no formato EaD, híbrido ou presencial. Cursos de especializações direcionadas ao mercado de trabalho podem atrair alunos, ex-alunos e não alunos; 
  2. Ofertar cursos tecnológicos e ligados ao uso de softwares: nos últimos anos houve um aumento significativo na demanda por profissionais das áreas de tecnologias. Como resultado disso, há maior demanda e  empregabilidade para estes cursos;
  3. Convênios com empresas que possam oportunizar estágios: esta é uma forma de inserir os estudantes no mercado de trabalho e também de gerar renda para eles durante a graduação; 
  4. Parcerias com escolas de idiomas: principalmente instituições de ensino focadas em inglês, afinal este é um pré-requisito constante nos processos seletivos;
  5. Ofertas estratégicas em cursos de pós-graduação: formações complementares valorizam o currículo, promovem o networking e estimulam a ascensão profissional. Nesse sentido, seja estratégico ao ofertar esses cursos e precificá-los. 

Captação de alunos: soluções para seguir crescendo mesmo com o desemprego

A captação de alunos é um dos maiores desafios das instituições de ensino durante um período de alta do desemprego. No entanto, a demanda por educação só cresce e exige que as IES invistam em soluções simples e inovadoras. 

Um exemplo disso é o uso de marketplaces para ofertar bolsas estudantis e divulgar estrategicamente cursos e instituições de ensino. O case que mais cresce no Brasil é o  Quero Bolsa, a plataforma que já matriculou mais de 550 mil alunos em todo o país.

A solução online tem aumentado em até 35% a captação de alunos das instituições parceiras. Além disso, os dados comprovam que a inserção no marketplace tem contribuído para a redução de até 30% da inadimplência nas IES. 

Em síntese, o Quero Bolsa é eficaz porque absorve demandas dos estudantes na jornada de busca por uma instituição de ensino. Ou seja, ela funciona como uma ponte entre IES e candidato, e como um filtro, que alinha o perfil do aluno com a instituição de ensino ideal para ele. Dessa maneira a plataforma também otimiza tempo, custos e processos de captação da IES.

desemprego no ensino superior

Seguro educacional: solução eficaz para combater a inadimplência

Uma consequência direta do desemprego no ensino superior é o endividamento do aluno e a inadimplência. Esta é uma preocupação frequente dos gestores, pois a alta taxa de inadimplência desequilibra as finanças da IES. Além disso, se mal gerenciada, é uma situação que pode levar até mesmo a falência. 

Nesse sentido, o seguro educacional é uma solução estratégica e de alta eficácia. Afinal, é uma forma de garantir o pagamento das mensalidades mesmo quando o aluno está sem condições para custear os estudos. 

Neste contexto, a Quero Educação oferta a opção do  Seguro Educacional Quero. Dessa forma, com taxas mais baixas e condições de pagamentos flexíveis, o aluno ganha cobertura em casos de:

  • Perda de renda por desemprego;
  • Perda de renda por acidente ou doença (para profissionais liberais ou autônomos);
  • Morte ou invalidez do responsável pelo pagamento;

Com esta solução o estudante pode ter até 12 mensalidades asseguradas pelo plano. Ou seja, garantia para a IES e para o estudante, que não precisa interromper seus estudos ou ficar inadimplente. 

Quais estratégias sua IES tem usado para enfrentar a crise?

Crise econômica, desemprego e mercado competitivo. Diante disso, quais os seus projetos no ensino superior para ajudar formandos desempregados?

Apesar do cenário desafiador, o momento para as IES é de regir  através de estratégias e soluções inovadoras. 

Precisa conhecer maneiras de crescer e combater o desemprego no ensino superior? Clique aqui e agende um horário para falar  sobre a situação da sua IES!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Marcelo Lima
por Marcelo Lima
Marcelo Lima trabalha para colocar estudantes na sala de aula há mais de 20 anos, como profissional de marketing educacional já trabalhou com mais 250 faculdades. É um dos pioneiros do EAD no Brasil e busca sempre os melhores conteúdos em forma de cases e novas ferramentas para os canais da Quero Educação.