As vagas ociosas são um problema que aflige as Instituições de Ensino Superior (IES) a cada ciclo de captação de alunos.

Neste artigo, quero apresentar quais são os principais pontos de atenção em relação às vagas ociosas e algumas possíveis soluções para diminuir o impacto delas na captação da sua IES.

 

O que são vagas ociosas?

Vagas ociosas são as vagas que não foram preenchidas pelas IES durante o período de captação de alunos.

Com isso, um curso que foi desenvolvido para um determinado número de alunos acaba sendo realizado abaixo de sua capacidade ideal. Ou, em muitos casos, a turma nem mesmo é aberta.

Essa ociosidade ocorre com mais frequência em cursos presenciais, mas também pode atingir os cursos semipresenciais.

Além disso, as vagas ociosas estão diretamente ligadas a possíveis prejuízos financeiros para as IES. Isso porque dificilmente uma vaga ociosa é recuperada ao longo do tempo, fazendo com que a IES tenha que realizar ajustes orçamentários indesejados para se manter saudável financeiramente.

 

Vagas ociosas: os 4 principais motivos

Existem diversos processos que um estudante deve cumprir até se tornar um aluno da sua IES. Em cada um deles, estão barreiras que fazem com que alguns estudantes desistam. Assim, surgem as vagas ociosas.

Pensando nisso, listei abaixo cinco etapas que podem levar a elas.

 

Processo seletivo

Além do ENEM, a grande maioria das IES organizam vestibulares próprios como forma de ingresso.

Porém, um vestibular envolve um alto custo para ser aplicado, e, muitas vezes, não são suficientes para classificar todos os estudantes que a IES precisa.

Afinal, uma porcentagem de estudantes interessados não conseguem realizar a prova, por diversos motivos. Com isso, perde a IES, pois não tem tempo hábil e nem previsão orçamentária para realizar uma nova prova para estes candidatos.

 

Processo de matrícula

Outro ponto de atenção é em relação ao processo de matrícula. Semestralmente, uma porcentagem dos estudantes deixam de se matricular por problemas no processo de matricula, como perda de prazos e falta de documentação.

 

Mudanças e transferências

Mesmo logo após se matricularem na faculdade, uma boa parte dos estudantes ainda não tem a certeza plena de que escolheram o curso e a IES certas. Por isso, os primeiros meses são essenciais para a sua identificação com o curso.

Caso contrário, ele poderá solicitar a mudança de curso dentro da própria IES, ou, até mesmo, a transferência para uma outra IES.

 

Evasão

A não identificação do aluno também pode acarretar no abandono do curso.

Neste caso, os motivos podem ser vários, desde a dificuldades em gerir o pagamento das mensalidades até a insatisfação com a infraestrutura da IES. Passando, também, pela dificuldade em lidar com a modalidade de curso escolhida, seja ela presencial, semipresencial ou a distância.

No fim, todas essas dificuldades podem levar o aluno a decidir que aquele não é o momento ideal para cursar o ensino superior.

 

Como a sua IES pode minimizar o problema das vagas ociosas?

Algumas soluções podem ser implementadas pelas IES para diminuir a incidência de vagas ociosas em seus cursos. Abaixo listei algumas delas.

 

Realize mais de um processo seletivo

Além do vestibular próprio e do Enem, é uma boa saída para as IES investir em outras formas de ingresso. De preferência, um que possa ser realizado a qualquer momento pelo estudante, facilitando o processo de ingresso, mas sem, contudo, deixar de qualificar os seus candidatos.

O mais interessante é que já existem soluções que como do tipo, como o Penem, desenvolvido pela Quero Educação em parceria com a Associação Nacional das Universidades Particulares (ANUP). Com ele, seus candidatos podem realizar as provas online, a qualquer momento.

E o melhor de tudo é que, tanto para a IES que deseja implementá-lo quanto para o candidato que deseja realizá-lo, o Penem é gratuito.

 

Use a análise de dados para antever a jornada do estudante

Uma das maiores aliadas de qualquer planejamento é a análise de dados sobre o mercado em que se está inserido. No caso das IES, que estão sujeitas á sazonalidades, ajustes de precificação semestrais e flutuações decorrentes do mercado.

Com o uso das ferramentas certas, a sua IES diminui as margens de erro, criando ofertas mais atrativas para seus alunos.

Uma boa forma de conseguir análises precisas sobre a sua IES e o mercado como um todo é se tornando parceiro da Quero Educação. Afinal, nossos Gerentes de Contas estão capacitados para realizar essas análises de forma gratuita aos nossos parceiros.

 

Não esqueça dos alunos indecisos

Os alunos indecisos podem ser tanto aqueles alunos que já demonstraram interesse pela sua IES no passado, mas não se matricularam, quanto alunos que ainda não descobriram a sua IES.

No caso dos primeiros, é importante estabelecer uma comunicação para tentar aproximá-los novamente da sua IES. Pois se eles já demonstraram interesse antes, é menos custoso chegar até eles do que a novos estudantes.

No caso do segundo, uma boa forma de atingir um público que ainda não considerou a sua IES é inserindo as suas ofertas em marketplaces voltados exclusivamente à educação, como é o caso da Quero Bolsa. Ou, então, do Mundo Vestibular.

Nas pesquisas semestrais realizadas pela Quero Bolsa, cerca de 70% dos alunos dizem ter se matriculado em IES que conheceram pela plataforma. Ou seja, pertencia a um público que a IES ainda não havia atingido sozinha.

 

Preencha as vagas ociosas com alunos

Essa pode parecer a dica mais óbvia. Afinal, nenhuma IES está com vagas ociosas porque assim deseja.

Porém, o que proponho aqui é um pouco diferente: por que não preencher essas vagas ociosas oferecendo bolsas de estudo em marketplaces de educação?

Pergunto isso porque uma frase que sempre repito é: cada carteira vazia é uma bolsa de 100%. Neste caso, oferecer uma bolsa com um bom desconto pode ser uma forma mais efetiva para atrair novos estudantes e mitigar o prejuízo financeiro que uma vaga ociosa, ou uma bolsa de 100%, traz para a sua IES.

Essa é uma solução simples, e que, tenho a certeza, será muito efetiva para a sua IES.

 

Vamos conversar sobre as vagas ociosas na sua IES?

Como visto, reconhecer os motivos que levam a sua IES a ter vagas ociosas é fundamental para pensar em soluções para o problemas.

Todos essas soluções podem ser encontradas ao se tornar um parceiro da Quero Educação. Entre em contato conosco e conheça os nossos modelos de parceria.

Marcelo Lima
por Marcelo Lima
Marcelo Lima trabalha para colocar estudantes na sala de aula há mais de 20 anos, como profissional de marketing educacional já trabalhou com mais 250 faculdades. É um dos pioneiros do EAD no Brasil e busca sempre os melhores conteúdos em forma de cases e novas ferramentas para os canais da Quero Educação.